Formas educadas de rejeitar abordagens sexuais indesejadas

A importância de rejeitar abordagens sexuais a tempo.

Na vida tudo é permitido, mesmo a paquera e as abordagens sexuais, até que degenerem em comportamento irritante e assédio. É claro que nunca se quer chegar a este ponto, por isso a melhor opção é recusá-los sempre que não são bem-vindos, para evitar problemas piores.

No entanto, recusar alguém é sempre um passo muito delicado, uma vez que corre o risco de abalar a sensibilidade da pessoa à sua frente; por esta razão, deve ser feito de uma forma educada e respeitosa. Só usando um pouco de tacto é que a situação não terá repercussões negativas para si e para a outra pessoa, que terá menos dificuldade em mudar de alvo e, possivelmente, de atitude.

Um rapaz abordando uma garota em uma boate

Diferença entre a rejeição das abordagens sexuais de um amigo e de um estranho

É muito diferente rejeitar as abordagens com fins sexuais de alguém próximo de nós e daqueles que não conhecemos. No primeiro caso, na verdade, você tem tendência a não comunicar suas reais intenções, porque não quer arruinar a relação. No entanto, este comportamento é errado e, mesmo neste caso, você pode encontrar uma maneira de ser honesta sem machucar.

Quando se trata de um estranho, por outro lado, é muito mais simples: basta dizer obrigada e recusar imediatamente a ousada proposta. Não há necessidade de dar uma explicação específica: a falta de interesse já é razão mais do que suficiente para ser deixada em paz.

Portanto, evite mentiras sobre estado sentimental ou, pior ainda, dê números de telefone que não correspondam aos seus: arrisca-se a colocar outras pessoas em apuros por responsabilidades que não quer assumir.

Rejeitar abordagens sexuais: aqui estão as formas educadas de fazê-lo

Independentemente do tipo de relacionamento estabelecido, a primeira regra é ser clara: se você não tiver interesse ou atração pela outra pessoa, você deve ter certeza de que não criará esperanças que serão desapontadas. Por esta razão, é bom não adiar o momento da rejeição indefinidamente.

Devemos pensar cuidadosamente quando nos confrontamos: qualquer pessoa com um pouco de tato, sensibilidade e empatia compreenderá que este momento não coincidirá com um aniversário importante, um exame médico, um exame universitário, uma entrevista de emprego ou, pior ainda, o aniversário da pessoa em questão.

Um rapaz abordando uma garota em uma boate

Evitar contatos filtrados, tais como telefone, e-mail ou aplicações de mensagens, é mais do que sensato. Mesmo que seja 2020, estas são situações que devem ser enfrentadas face a face; não só porque esconder-se atrás de uma covardia conveniente é infantil, mas também porque o confronto direto é a única maneira confiável de testar as reações.

O lugar também faz a diferença. Procure um lugar reservado, longe das multidões e dos ruídos, mas não isolado: isso garantirá discrição e não submergirá a humilhação em público com a rejeição. Ao mesmo tempo, permitirá que encontre ajuda em caso de réplicas agressivas. Para não arriscar, verifique se o seu celular tem uma bateria carregada e só vá a lugares onde há sinal.

A maneira certa de comunicar a sua rejeição de propostas sexuais indesejadas

Embora não exista um protocolo rígido de comportamento nestes contextos, é útil lembrar algumas sugestões:

  • A rejeição das propostas sexuais deve ser seguida de uma verdadeira motivação, especialmente com uma pessoa que você conhece, de modo a não dar a impressão de querer acabar com o assunto.
  • As regras de comunicação e boas maneiras devem ser respeitadas: dar o direito de responder, não ofender, não acusar e moderar as palavras. A verdade deve ser dita, mas com gentileza.
  • Se for um amigo, destaque seus lados positivos, mas sem cair muito na piada, caso contrário ele pode se sentir ferido em seus sentimentos.

Finalmente, uma regra geral: seja decidida e firme na sua decisão, de modo a não deixar espaço para segundos pensamentos.